Tratamento de Varizes e Vasinhos Duque de Caxias, Rio de Janeiro

Posted on

Os vasinhos, que são chamados de telangiectasias pelos médicos, são vasos sanguíneos dilatados na superfície da pele, principalmente nas pernas.

Tanto as varizes quanto os vasinhos podem ser causados por herança familiar, múltiplas gestações, uso de hormônios e excesso de peso. Nesta técnica, uma solução é injetada dentro dos vasinhos e causa destruição da sua camada mais interna, fazendo com que o sangue não circule mais por eles. A escleroterapia é realizada pelo cirugião vascular, que é o profissional mais indicado para dizer quais vasinhos devem ser tratados por escleroterapia. O cirugião vascular é capaz de reconhecer graves problemas de circulação que se manifestam também com vasinhos. Em muitos casos, vasinhos pequenos são alimentados por veias maiores e mais profundas. Os vasinhos também podem ser tratados com laser. O tratamento desses vasos indesejáveis, denominados pelos leigos de varizes, microvarizes, varicoses ou simplesmente de “vasinhos”, consiste, grande maioria dos casos, na realização de escleroterapia. Conhecida popularmente como “tratamento de secar as varizes”, a escleroterapia é o método mais utilizado para determinar o desaparecimento desses vasinhos. Têm dimensões entre 2 e 5 mm, sendo de calibre intermediário entre as varizes e vasinhos (telangiectasias).

As varizes podem se apresentar de vários tamanhos, desde os vasinhos da pele até as grossas veias

  • Sócio Titular da Regional do RS da SBACV.
  • Sócio Titular da SBACV.
  • Sócio Titular da Sociedade Brasileira de Flebologia e Linfologia.

Tratamento: os vasinhos e as microvarizes podem ser tratados com sessões de escleroterapia, também conhecida como “aplicação” ou por “queimas vasinhos”.

E também, com a idade, pessoas de pele muito clara podem desenvolver vasinhos na face. Então, torna-se mais eficiente tratar a causa para evitar novos vasinhos. As varizes e os vasinhos são veias das pernas incapazes de retornar o sangue para o coração por incapacidade de suas válvulas ou paredes e que acabam dilatadas. É frequente que os pacientes com doença venosa apresentem vasinhos associadas a veias reticulares e varizes. Outras Por Prof. EDER LIMA Primeiramente creio ser necessário esclarecer a diferença entre microvarizes e varizes! As veias que mais causam problemas são as safenas (temos duas em cada perna), mas as varizes podem ocorrer em outras veias superficiais. Ao contrário do que muita gente pensa, essas pequenas veias não crescem e nem viram varizes, porém a presença de vasinhos pode indicar que as veias maiores estão doentes. Se você tem vasinhos ou varizes , procure um Cirurgião Vascular para fazer uma avaliação e indicar qual o melhor método de tratamento. É justamente o contrário, a presença de vasinhos pode indicar que as veias maiores não andam bem.

O Laser pode ser usado para tratar quase todos os estágios de varizes, desde o tratamento de vasinhos (telangiectasias) até para a ablação da veia safena.

  • Exposição solar exagerada;
  • Envelhecimento natural da pele;
  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas;
  • Uso contínuo de corticoides;
  • Exposição prolongada ao calor ou frio;

Então, antes de sair fazendo tratamentos à toa, consulte o seu médico para saber se seus vasinhos não são nutridos por varizes matrizes (ou nutricias).

Porque não adianta fazer laser ou escleroterapia nos vasinhos sem tratar as varizes matrizes antes porque eles voltam a aparecer! Não é qualquer tipo de laser que serve para acabar com os vasinhos e precisa saber como aplicá-lo para ter bons resultados. As telangiectasias (vasinhos) são as pequenas veias da pele, da espessura então as varizes pequenas, da pele como as telangiectasias (vasinhos) as melhores alternativas de tratamento, Selecionei para este artigo algumas das dúvidas mais frequentes no consultório sobre aplicação de vasinhos. O estímulo doloroso sentido durante as sessões de aplicação de vasinhos depende de 4 fatores básicos: Na minha experiência como cirurgião vascular, os dois componentes mais importantes são os primeiros. Quando uma área da pele onde há vasinhos é tratada, o que se obtém é uma secagem daqueles vasos que foram injetados com a substância esclerosante. Entretanto, a grande maioria dos vasinhos deságua em uma veia maior que também está insuficiente (doente) – veja a foto que mostra as microvarizes conectadas aos vasinhos da coxa. Um aspecto importante que deve ser sempre lembrado em relação às varizes e aos vasinhos é que o tratamento não os cura, mas os controla.

Quais as complicações que podem ocorrer no tratamento dos vasinhos e varizes com laser?

  • dor na perna;
  • vasos inchados;
  • descoloração ou escurecimento da pele;
  • úlcera;
  • inchaço;
  • coceira;
  • formigamento;
  • câimbra;
  • endurecimento da pele;
  • manchas;
  • síndrome das pernas balançantes;
  • danos subcutâneos.

Mas não se preocupe, os vasinhos que promovem aquele aspecto inestético nas pernas não tem mais utilidade na circulação e não farão falta.

A glicose é um esclerosante que quando usado na aplicação de vasinhos causa uma irritação e desidrata as células da parede interna da veia levando a obstrução. A melhor aplicação para a espuma é o tratamento de veias de maior calibre, mas também pode ser usada na aplicação de vasinhos. Em casos mais graves, vasinhos muito dilatados e que não são tratados podem até sangrar e levar a formação de úlceras venosas. Descubra mais sobre por que as varizes e vasinhos aparecem. O que pode acontecer é que com as atividades físicas, a primeira camada de gordura da pele é reduzida, e os vasinhos que já estavam lá se tornam aparentes. Alguns exercícios isométricos, onde é feita muita pressão ou força intensa, podem gerar vasinhos, mas isso costuma acontecer mais com quem já tem o fator genético. Um hábito que é feito por algumas pessoas que sofrem com varizes e vasinhos, é colocar as pernas na água fria e deixar por alguns minutos, aliviando momentaneamente as dores. Por baixo das veias superficiais, o corpo possui outras, que são maiores e não tão visíveis, sendo o motivo que nutre as varizes e vasinhos. Faz ou já fez tratamento para varizes e vasinhos?

Tratamento de Varizes e Vasinhos Duque de Caxias, Rio de Janeiro

A AngioGold disponibiliza o que existe de mais atual e eficiente para o tratamento dos vasinhos indesejados.

O laser é um grande avanço no tratamento das varizes das pernas e veias de face. Têm dimensões entre 2 e 5 mm, calibre intermediário entre as varizes e telangiectasias (vasinhos). Hoje em dia, as varizes e os pequenos vasinhos dilatados são comuns em mulheres de todas as idades, mas não são causa perdida. “Hoje em dia é perfeitamente possível evitar pequenos vasinhos e até mesmo aquelas varizes imensas de avó”, completa Márcio. Microvasos, também conhecida como “vasinhos”, é o tipo de variz mais comum. Já as telangiectasias são pequenos vasinhos, veias fininhas, que incomodam algumas mulheres, mas também preocupam àquelas que têm histórico familiar de problemas relacionados às telangiectasias. Além de esteticamente feias, principalmente nas peles claras, esses vasinhos incomodam por causarem também sensação de peso e cansaço nas pernas devido à “má circulação”. Já os vasinhos, existem várias formas de tratamento, o que depende de cada profissional, podendo ser escleroterapia tradicional (secar os vasinhos), com espuma, micro espuma, laser ou radiofrequência. O tempo de tratamento depende da cada organismo e da quantia de vasinhos do paciente.

Qual a diferença entre varizes e vasinhos?

Mas vale lembrar que vasinhos não tratados, além da estética desagradável, podem causar dores nas pernas, peso, cansaço e inchaço.

Sabemos que grande parte da população possui vasinhos nos membros inferiores e, às vezes, vasos mais calibrosos denominados microvarizes. Uma das principais causas de aparecimento de novos vasinhos é a falta de prevenção e o tratamento incorreto. Quanto mais cedo estes vasinhos são tratados, melhores são os resultados obtidos. Então, o tratamento basicamente consiste em “queimar” os vasinhos com substâncias químicas (escleroterapia) ou retirá-los com procedimento de mini cirurgia sob anestesia local (no caso das micro varizes). Apesar de fazerem parte da mesma doença , vasinhos não viram varizes e vice versa . ESCLEROTERAPIA É o método mais antigo para tratamento de vasinhos . CRIOESCLEROTERAPIA Nessa modalidade , também utilizando agulhas vamos injetar nos vasinhos apenas glicose hipertônica , a grande diferença é que essa glicose é usada congelada ( parece aspecto de gel ) . O método mais eficaz no tratamento da maioria das Varizes e Telangiectasias (“Derrames”) quando rigorosamente aplicado, com excelentes resultados, quer estéticos quer clínicos. Para o tratamento de telangiectasias (vasinhos) e veias reticulares ou microvarizes utilizamos o laser transdérmico.

Mesmo quando aplicado de forma correta, o laser pode causar complicações, assim como qualquer método de tratamento das varizes e vasinhos.

Vasinhos e varizes são semelhantes em que ambos são inestéticos, mas facilmente tratáveis. Os vasinhos, também chamados telangiectasias, são anormalidades predominantemente estéticas, mesmo que, às vezes, possam indicar a existência de doenças venosas subjacentes mais graves. Os vasinhos aparecem como finas linhas vermelhas, azuis ou arroxeadas na superfície da pele, muitas vezes semelhantes a uma contusão quando ocorrem em aglomerados. Embora não exista uma cura para a telangiectasia, alguns tratamentos, como laser ou escleroterapia, podem ser feitos por um dermatologista para ajudar a disfarçar os vasinhos. O tratamento para esta alteração da pele normalmente é feito apenas para disfarçar os vasinhos e melhorar a aparência da pele. As varizes são filamentos arroxeados ou vasos grossos visíveis na pele, conhecidos como vasinhos e varizes. Os vasinhos ficam nas camadas da pele e pode ter um milímetro de diâmetro, enquanto as varizes apresentam diâmetro superior e tem um milímetro e fica embaixo da pele. Existe uma maneia de tratar as varizes sem necessidade de cirurgia é por meio da Escleroterapia (secagem dos vasinhos) e a esclerose com espuma (para varizes e microvarizes). Graças à obstrução o sangue começa a fluir e ajuda a sumir com as varizes e vasinhos.